Braga: Conheça a cidade mais feliz de Portugal

Braga pode ser seu ponto de partida para conhecer a região Norte de Portugal. Uma das cidades mais antigas do País, juntamente com Évora, iniciou sua história na época do Império Romano.

Braga é vibrante, tem ótima gastronomia e é um grande centro cultural. É a cidade mais feliz de Portugal e está entre as três cidades mais felizes da Europa, de acordo com o Eurobarometro. Isso significa que as pessoas estão extremamente satisfeitas com a estrutura da cidade para viver, trabalhar e visitar. Também foi considerada a 4ª melhor cidade para se viver em Portugal.

Apesar de ser uma cidade de área extensa, o que possibilita o seu crescimento, é ao mesmo tempo pequena e interiorana. Braga tem grandes avenidas, mas a área de maior interesse turístico está no Centro da cidade. É muito fácil percorrê-lo todo a pé.

Não tem preço, literalmente, poder conhecer e viver em um lugar em que praticamente tudo pode ser feito a pé.

Aqui detalhamos o melhor de Braga: os melhores sítios para visitar, os pratos típicos da região, os melhores locais para compras e o custo de vida.

O que visitar em Braga

Arco da Porta Nova

braga portugal

Se a cidade antigamente era toda murada, hoje não é mais. Das portas que davam entrada à cidade, apenas uma se mantém. Assim, você quiser entrar de forma charmosa no Centro Histórico de Braga, nada melhor do que entrar por baixo dessa construção. Ela foi remodelada no ano de 1772 e considerada Monumento Nacional em 1910.

Como o Arco não possui, de fato, uma Porta. Ela é aberta – daí os bracarenses (quem é nativo de Braga) ficaram conhecidos como “aqueles que não fecham as portas”. Esse fato, ou lenda, talvez explique o espírito hospitaleiro desse povo. Eles são muito agradável com quem os visita e gostam de fazer piadas. É comum que as pessoas conversem com você na rua e façam uma piada sem você nem perceber, muito diferente de tantos lugares em Portugal.

Ao lado do Arco há uma confeitaria ótima que vende as famosas Tíbias de Braga, doce típico da região, recheado com creme de ovos. Nada diferente de outros cantos portugueses, a cidade conta com outros tantos doces conventuais e de-li-ci-o-sos.


SAIBA MAIS

6 Apps para ajudar na sua viagem para Portugal


Sé de Braga – Catedral de Santa Maria

Do Arco da Porta Nova caminhe até a . Talvez você já tenha ouvido falar da expressão “isso é mais velho que a Sé de Braga“. Pois essa é a catedral mais antiga de Portugal. Foi construída no século XII e também considerada Monumento Nacional. Portugal, enquanto país, nem mesmo existia na época.

No seu conjunto arquitetônico convivem diferentes estilos artísticos, como o Românico e o Barroco. A Sé é lindíssima, e a visita é imperdível.

Pode-se visitar o interior da Sé, as Capelas, o Coro Alto e o Tesouro-Museu.

Bilhetes: variam de 2€ a 5€, dependendo dos lugares que for visitar.

Funcionamento: 09h30 – 12h30 e das 14h30 – 17h30 (18h30 no Verão), todos os dias.

Jardim de Santa Bárbara

braga portugal

O próximo ponto para visitar pode ser o Jardim de Santa Bárbara, um jardim colorido em meio ao cinza que o circunda. O impacto desse colorido pode ser notado por fotografia, mas nada como se deparar com ele, de repente, enquanto caminha pelo centro da cidade.

Praça da República

É a praça principal de Braga. Ampla, bonita e dá lugar a vários eventos públicos culturais. As duas principais vias do centro desembocam nela: a Avenida Liberdade, de grande comércio, e a Rua do Solto (que começa no Arco da Porta Nova e depois vira Rua Dom Diego de Souza), de ótimos restaurantes e comércio também.

Já tivemos a sorte de participar da Festa do Vinho Verde por lá. Tivemos a chance de provar vários vinhos, entender as diferenças entre eles e descobrir os que mais gostamos. É uma grande oportunidade de conhecer essa rica cultura sobre o vinho e se apaixonar pelo vinho verde – um vinho super refrescante, tradicional da região Norte de Portugal.

Santuário do Bom Jesus do Monte

braga portugal

O Santuário do Bom Jesus do Monte fica a aproximadamente 5 km do centro de Braga. Se você está sem carro ou não quer caminhar por 1h30min, aconselhamos pegar o Autocarro nº 2, que passa pela Av. da Liberdade e vai até lá.

Esse é um dos monumentos mais bonitos que você verá em Portugal e quiçá um dos mais majestosos sacro-montes construídos na Europa. No seu conjunto arquitetônico predomina o Barroco, Rococó e o Neoclássico.

Subir as escadarias que chegam a igreja pode ser um pouco cansativo, mas percorrê-las enquanto acompanhas as diversas esculturas e simbolismos da história religiosa é algo que vale a pena.

Lá de baixo a vista é fantástica e ótima para uma boa recordação fotográfica.

Caso você não queira, ou não possa, subir as escadas, há um ascensor que faz esse trabalho por você.

Não há custos de entrada no Santuário, mas para quem vai de carro há um valor a pagar pelo estacionamento.

Onde comprar

Para quem vai a Braga para também passear por algumas lojas, precisamos dizer que você não vai se decepcionar. Há muitas lojas de qualidade no Centro Histórico ou em Shoppings.

No centro, elas estão concentradas na Rua Dom Diego de Souza e na Avenida Liberdade.

Quanto aos Centros Comerciais, há o Braga Shopping, localizado ao lado da Praça da República, e mais três: o Braga Parque, o Minho Center e o Nova Arcada.

Alimentação

Você também não irá se decepcionar com a gastronomia de Braga, desde os pratos salgados, aos vinhos e doces.

Prove o famoso Bacalhau à Moda de Braga (Bacalhau à Narcisa, à Minhota ou à “nome do chef”). O prato é feito com postas de bacalhau passadas no azeite com batatas e cebola, sendo que alguns ainda levam pimentões.

Ainda há os Rojões, o Arroz e as Papas de Sarrabulho. De sobremesa, o Pudim Abade de Priscos chama a atenção – um pudim a base de gemas, açúcar e toucinho (sim!).

E não é só de culinária portuguesa que Braga sobrevive. Há McDonald’s e Burger King para os ‘junk food lovers’ e Starbucks para os aficionados por café. Há também culinária internacional, como a italiana e a indiana.

Quanto aos preços, podem ser facilmente encontrados restaurantes que oferecem diárias (pratos do dia) a 5€. Muitas vezes esse preço inclui bebida, café e sobremesa (ou sopa).

Braga também é muito bem servida no assunto supermercados. Continente, Pingo Doce, Mini Preço e Lidl estão presentes na cidade.


SAIBA MAIS

Saiba tudo sobre os supermercados em Portugal


Custo de vida em Braga

O custo de vida em Braga tem aumentado nos últimos tempos. Ainda assim é mais acessível do que cidades como Lisboa e o Porto. Os diversos títulos que a cidade recebe têm um preço, então se você pretende ir morar em Braga, não perca tempo.

É possível ainda encontrar apartamentos grandes, antigos e mobiliados por uma média de 600€ a 700€.

O transporte, caso você more no centro, não é tão necessário. Caso você precise, o sistema de transporte funciona por coroas, ou seja, por áreas em forma de círculo. Se você passar o limite de uma área, terá que pagar mais. Portanto, descubra se o lugar que pretende ir, trabalhar, viver ou ficar pertence a coroa 1, 2 ou 3.

Os passes mensais custam em média 30€, e o preço unitário do bilhete do autocarro (ônibus) em média 0,80€. Esse último valor aumenta caso você compre a passagem a bordo.


SAIBA MAIS

Custo de Vida em Portugal


Cidade Universitária

Uma cidade com ar de interior não significa que ela seja parada. Muito pelo contrário! Devido à Universidade do Minho, uma das mais reconhecidas do País, Braga tem movimento intenso. Jovens universitários tomam as ruas, principalmente no início de cada semestre.

Além dos estudantes, os moradores mantêm a cidade em movimento. Braga oferece uma gama surpreendente de atividades ao longo do ano – e os bracarenses não perdem uma!

Como chegar a Braga

De carro

Partindo do Porto, vá pela A3 (autoestrada 3) durante todo o caminho. É o mais rápido e barato.

Já quem sai de Lisboa, pegue a A1 até o Porto e depois siga pela A3.

De transporte público

Pode optar por ir de comboio, pela CP – Comboios Portugal, ou de ônibus (autocarro) com a Rede Expressos.

De avião

Há ainda a possibilidade de pegar um voo direto do Aeroporto de Lisboa.